Sites Grátis no Comunidades.net Criar uma Loja Virtual Grátis
Contos pra criança e gente grande também ler
Contos pra criança e gente grande também ler

 

 

Uma criança pronta para nascer perguntou a Deus:

- Soube que estarei em breve sendo enviada á Terra. Como eu vou viver lá, sendo assim pequeno e indefeso?

E Deus lhe disse:

- Entre muitos anjos eu escolhi um especial para você. Ele estará lhe esperando e tomará conta de você.

E a criança perguntou:

- Aqui no céu eu não faço nada a não ser cantar e sorrir, o que é suficiente para que eu seja feliz. Serei feliz lá?

Deus respondeu:

- Seu anjo cantará e sorrirá para você... A cada dia a cada instante você sentirá o amor dele e será feliz.

- Como poderei entender quando falarem comigo se eu não conheço a língua que as pessoas falam?

E Deus afirmou:

- Com muita paciência e carinho, seu anjo lhe ensinará a falar.

- E o que farei quando quiser Te falar?

- Seu anjo juntará suas mãos e lhe ensinará a rezar.

E a criança ainda perguntou a Deus:

- Eu ouvi dizer que na Terra há homens maus. Quem me protegerá?

- Seu anjo lhe defenderá mesmo que signifique arriscar sua própria vida.

- Mas eu serei sempre triste porque eu não Te verei mais, disse a criança.

- Seu anjo sempre lhe falará sobre Mim e lhe ensinará a maneira de vir a Mim. Eu estarei sempre dentro de você.

Nesse momento havia muita paz no céu, mas as vozes da Terra já podiam ser ouvidas pela criança. Ela apressada suplicou a Deus:

- Está chegando a hora de eu ir. Agora diga, por favor, o nome do meu anjo.

E Deus respondeu:

- Você chamará seu anjo de MÃE!

 

  

Um anjo da guarda desempregado

Malaquias observava um lugar muito bonito, bem pertinho de um grande rio, só que os seus olhos estavam opacos por causa da tristeza que fluía da sua alma e os impedia de brilharem. Há muito que estava ali vendo o tempo passar e desgostoso com a vida. Ele tinha nascido anjo e se especializara na guarda das pessoas, só que não havia emprego. Elas não acreditavam em sua existência e por isso ele ficava o tempo todo ali sem fazer nada.
Malaquias era um anjo da guarda desempregado...

 

A lagoa de águas prateadas do centro do Arco Iris

Na margem direita, a oposta daquela em que vivia o sapinho amarelo, tinha também uma grande vila de sapos e era nela que morava a Rosinha. Ela era também uma sapinha muito romântica, que gostava da solidão, e como o sapinho amarelo passava horas na grossa areia da beira da lagoa, ao invés de no centro dela, sonhando com a chegada de um grande amor. Era também diferente dos outros sapos da vila em que nasceu, pois nela todos eram verdes e ela tinha a pele cor de rosa. Foi por isso que recebeu o nome de Rosinha...

 

Crueldade humana

Seu voo era um bailado repleto de encantamento que enchia de fantasias a menininha que passeava ali pelo campo e tinha ficado paralisada, quando viu o pequeno passarinho, olhando para ele com um sorriso sonhador e permanente em seu rostinho angelical.
Nessa hora uma pedra cortou o ar zunindo velozmente e atingiu a pobre ave. Horrorizada a menininha viu o lindo animalzinho, que a tinha deixado tão maravilhada, cair sem vida entre as folhas e os galhos secos.
Seu irmãozinho estava a poucos passos dela, com uma atiradeira na mão, e trazia no rosto um riso de vitória por ter atirado e acertado a pedra com tanta eficácia naquele passarinho...

 

Drogas Pesadas

- Ela fuma maconha, meu filho?

- Se fosse só isso tudo bem. O ruim é que ela está usando drogas pesadas.

- Então ela está cheirando cocaína?

- Se fosse isso, ou qualquer outra droga química, ficava mais fácil à gente ajuda-la e dela se recuperar. É coisa muito pior professora. Ela está dependente de drogas muito piores que estão destruindo o cérebro dela. A senhora pode ver no jeito dela falar e de se comportar o que essas drogas estão fazendo com ela...

 

O bom ladrão

O relógio do departamento marcava, postado na branca parede da sala, oito horas e vinte minutos. A esposa, dispersa em sua mesa a trabalhar, olhava de minuto a minuto para ele e sentia um aumento constante em sua preocupação. Seu marido morava logo ali ao lado e não era para estar demorando tanto.
Quando ela saiu para o trabalho o deixara terminando o seu banho. Seu café ela havia feito e deixado sobre a mesa. Mesmo que tivesse passado pela igreja, para a sua palestra matinal com Deus, ele a muito já devia ter chegado.

"O que será que aconteceu", pensava ela preocupada, "pois para ele a pontualidade sempre foi uma lei. É... algo deve ter acontecido"?! ...

 

O boneco de neve

Quando fui abrir a porta eu senti que alguma coisa, do lado de fora a obstruía. Forcei e, quando consegui abri-la, fiquei maravilhado com o que vi.
Os telhados, as copas das árvores, os arrozais, tudo estava branco. A rua estava coberta por um tapete de quase vinte centímetros de neve. Havia nevado durante a noite toda e a manhã estava linda. Todo aquele branco dava a sensação de pureza e paz sobre a terra...

 

Quando o nosso “fiofó” coça...

- Foi à mãe pai. Eu tava coçando o meu quando ela ficou brava comigo e me disse:

 

- Para de coçar o fiofó menino, que isso é uma coisa muito feia.

 

- E ela tem razão, só que não tem outro jeito. Na hora em que o fiofó coça a gente tem de coçar.

 

- É mesmo, né pai?

 

- Sim filho. Ou a gente coça ou tem de pedir pra alguém coçar, o que é muito mais feio...

 

...saudades da mãe de Saudade

Com certeza, havia sido iluminado na hora da escolha do nome que deu à sua filha. Deus, ao riscar as linhas de sua vida, foi incontestavelmente justo e magnânimo na escolha do risco que traçou para ele após a morte da adorada esposa.
Teria uma vida feliz, mesmo chorando a memória daquela a quem os anjos receberam com tanta arrelia...

 

Anjo da guarda

A gente acredita, porque criança crê em tudo que é bonitinho e fantástico. Ajoelha-se na beira da cama, antes de dormir, e de mãozinhas postas pede a ele que olhe pelo nosso cachorrinho que passou o dia quieto, com o nariz escorrendo, e parece doentio.
Nunca deixa de pedir pra ele não deixar a gente sonhar com bicho papão e temos...

 

Dores e marcas da infância

...deixou de existir o jogo de picovas, o futebol gostoso jogado com uma bola feita com meia furada e elas desconhecem uma ladeira segura para despencarem morro abaixo num carrinho de rolimãs.
O cavalinho de pau, feito com um cabo de vassoura, ou uma boneca de trapos passaram a serem brincadeiras ridículas perante a parafernália de games, robôs e outras geringonças eletrônicas.

 

Lágrimas nos olhos de uma borboleta azul

Dando beijos doces em cada flor existente naquele arvoredo, um delicado beija flor bailava em volta do pé de camélias e louvava a liberdade em que vivia.
O seu vôo bailado foi bruscamente interrompido quando ele viu a borboleta azul.
Tão bela, uma criatura criada por Deus para com a sua beleza mostrar o que há de mais puro e delicado na natureza, prostrada sobre o galho de um arvoredo com as lágrimas escorrendo através de suas asas...

 

( clique no título para ler todo o conto )

 

Arte & Produção VisualCarlos Cunha / o Poeta sem limites